por Cibele Laura

Primeiro, vamos deixar bem claro: Bashar al-Assad não é ditador. Ele é um presidente eleito democraticamente, um governo legítimo. A ONU, a inútil ONU, nos diz que somente um governo legítimo pode formar uma coalizão e permitir os países que estejam nela entrarem em seu país e usarem força militar. Portanto, se a OTAN não forma coalizão alguma com o governo sírio, ela está agindo ilegalmente na Síria. Rússia, China e Irã, não.

Segundo, os EUA armaram o ISIS para conseguir derrubar o governo de Bashar al-Assad. Não é para surpresa de seu ninguém, afinal, fez o mesmo na Líbia, que culminou com a morte de kadafi. A Líbia vivia um sistema estável, onde a população tinha segurança, comida, saúde etc. Os EUA armaram rebeldes que mataram Kadafi. Hoje o país está um caos exportando imigrantes. O número de imigrantes à Europa aumentou 500% desde a morte de Kadafi, em 2011.

Ao armar um grupo criminoso, que notoriamente utiliza da violência para com a população civil, comete barbáries de todos os tipos contra o ser humano e os patrimônios históricos, decapita e queima vivo cristãos etc etc, os EUA comentem crime doloso e escandaloso, que a comunidade internacional finge não ver. E, pra piorar, ainda utiliza da mentira de bombardear a Síria para acabar com aquilo que eles mesmo começaram. Ou seja, a Rússia não bombardeou um grupo treinado pela CIA.

A Rússia bombardeou um grupo terrorista, sangrento, psicopata, sustentado ilegalmente pela CIA para os propósitos escusos dos EUA. É com esse tipo de criminoso que os EUA faz negócio para conseguir introduzir sua política neocolonial.

O terceiro ponto envolve aspectos econômicos. Após o ataque de Falsa Bandeira, o famigerado 11 de setembro, surgiu uma lista de 7 países que seriam invadidos pelos EUA. O general Wesley Clark, testemunha ocular no Pentágono, trouxe à superfície essa lista, que envolve Iraque, Líbia, Síria e Irã entre outros países da África e Oriente Médio.

O penúltimo seria a Síria, o último o Irã. Como sabemos o dólar é uma moeda fiduciária, sem lastro, e se mantém principalmente por causa do Petrodólar. Rússia, China e Irã já estão excluindo o dólar das suas transações petrolíferas. Isso significa que o dólar perderá circulação, fato extremamente relevante para uma moeda sem lastro doméstico intrínseco. Ou seja, os EUA precisam entrar na Síria e Irã para manter o dólar atrelado ao petróleo desses países.

É um jogo econômico. Ou faz isso, ou perde a hegemonia mundial econômica. Só a usurpação desses países, com a queda de seus governos anti-EUA, como na Líbia, trará estabilidade ao dólar. Esta explicação confere ao fato dos EUA ( a elite econômica que manda nos EUA, detentora do FED) provocarem conflitos, sendo esta em questão o que nos conduzirá possivelmente à III Grande Guerra.

Não é a Rússia e China que querem essa guerra, mas sim os EUA. Rússia e China já são aliadas dos governos legítimos de Síria e Irã, não precisam de conflito para matar o Petrodólar, elas têm o Brics (cujo Brasil faz parte) tem grande aliados na América do Latina, entre eles a Venezuela, com as maiores reservas de Petróleo cru do mundo ( senão a maior). Não precisam de conflito para dar o xeque -mate na hegemonia econômica norte-americana. Quem precisa de guerra e crises, como foi a de 2008, um trabalho interno, que resultou por fim numa desova de ativos tóxicos na Grécia ( mas essa é outra história) são os EUA.

Assista ao vídeo

Postar um comentário

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top