Via Justificando em 01/12/2015
A página do Facebook "Não fechem minha escola", que tem divulgado informações, vídeos e fotos sobre as ocupações dos estudantes nas escolas do estado de São Paulo , publicou hoje um formulário para que advogados possam se voluntariar para ficar de plantão prestando atendimento jurídico aos estudantes.

Segundo a página, eles receberam nos últimos dias muitas mensagens de estudantes, professores e pais que estão nas ocupações e que precisam de orientação jurídica. "O governo do estado, a policia e muitos diretores de escola estão cometendo uma série de arbitrariedades, violando sistematicamente o estatuto da criança e do adolescente e tentando tirar das pessoas o direito de se manifestarem", diz a postagem.

O administrador da página, Gabriel Lindenbach, explica que esse banco de dados ficará disponível para os próprios ocupantes, que entrarão em contato com os advogados.

Até agora 100 advogados já se inscreveram para ajudar os ocupantes das escolas. Para se inscrever clique aqui.

Governo publicou decreto de reorganização nesta tarde

O governo de São Paulo publicou hoje (1º) o decreto que autoriza a transferência de professores para a implementação da reorganização escolar, que fechará 93 unidades de ensino em todo o estado e transferirá, compulsoriamente, pelo menos 311 mil alunos.

O decreto indica que as transferências ocorrem “nos casos em que as escolas da rede estadual deixarem de atender a um ou mais segmentos ou quando passarem a atender a novos segmentos”. Contrários às mudanças, estudantes continuam ocupando escolas: já são 205 unidades ocupadas, segundo a última estimativa do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), publicada na noite do dia 30.

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top