O Moro vai usar a tornozeleira eletrônica do provincianismo irremediável

por Paulo Henrique Amorim - de Conversa Afiada

O DataCaf constatou que o brasileiro está pouco se lixando para o impítim do Gilmar.
O problema é o bolso.

O temor do desemprego.

O DataCaf também percebeu nas qualis realizadas no fim de semana – depois do Golpe (frustrado) do Cunha - que o brasileiro tem a sensação de que o Brasil parou.

Não é verdade.

O Brasil não parou: continua a construir ferrovias, duplicar estradas, fazer usinas eólicas, entregar Minha Casa Minha Vida.

Mas, aí, fazer o quê ?

O Lula e a Dilma não botaram grana na tevê estatal e pagam o preço.
Mas, a sensação de estagnação é um fato irremediável.

Paciência.

E por que essa sensação ?
Por causa da alucinada tentação de reverter o resultado da eleição de 2014.

A sanha Golpista imobiliza.

A editoria o Brasil é uma m…, que faz o jornal nacional do Gilberto Freire com “i” se encarrega de destilar o ódio e mostrar , 24 horas por dia, que o Brasil não presta.

(Depois reclamam que o passaralho bate  as asas sobre o Globo e, breve, sobre A Globo.)

A baba gosmenta emperra as engrenagens – diria o Nelson Rodrigues.

A sensação de imobilismo se deve também ao Moro, que não sossega enquanto não prender o Lula !

Se preciso for, o Moro interrompe o funcionamento do relógio da Central, na Avenida Presidente Vargas.

Nada pode funcionar, até que ele chegue ao Lula !

Fechar a Petrobras ?

É o mínimo !

Quebrar a Odebrecht e as empreiteiras ?
É um dever jurisdicional para a Vara de Guantánamo, onde um japa legal vende informação e um delegado aecista grampeia cela de preso !

Vale tudo.

É preciso que o pais pare e contemple os exercícios de arbitrariedade e narcisismo.

Mas, o povo não é bobo.

O preço vem aí.

O Moro não vai sair de Curitiba.

Vai ficar lá, com a tornozeleira eletrónica do provincianismo.

O provinciano que se lambuza com o picolé da Globo e da Veja.

E o PSDB está irremediavelmente associado a essa tentativa de fechar o pais.

Quanto pior, melhor.

O PSDB é incapaz de formular uma ideia original.

Como o Cerra, que em sessenta anos de vida publica nunca teve uma ideia original !

E se preciso for ele pede o cargo de Ministro da Fazenda ao Capriles da Venezuela.
(O Macri já mandou ele procurá-lo na Corrientes, 348…)

Além do Consenso de Washington, o que produziu o PSDB ?

(O livro “O Quarto Poder”  mostra como Jorge Serpa, redator de editoriais do Globo redigiu o texto “choque de Capitalismo”, que está na origem da “ideologia” do PSDB. É uma omelete de FMI com Roberto Marinho.)

Perguntinha básica: o PSDB já percebeu que vai perder a donataria hereditária de São Vicente ?

Que não vai fazer o sucessor do Alckmin ?

Paulo Henrique Amorim

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top