Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Em entrevista no Palácio da Guanabara nesta quinta (3), no Rio de Janeiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, está colocando seus problemas pessoais acima dos interesses do país ao aceitar o pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. “O presidente da Câmara, me parece, tomou a decisão de não se preocupar com o Brasil”, disse.

Para o ex-presidente, a tentativa de impedimento não tem base: “Aqueles que quiseram fazer o terceiro turno da eleição cassando a presidenta Dilma na Justiça eleitora agora acharam a possibilidade do terceiro turno com o impeachment, que não tem nenhuma sustentação legal a não ser uma demonstração de raiva, de ódio”.

“O Brasil não merece isso”, afirmou Lula. “As pessoas sérias do país não podem aceitar isso”. A prioridade do país, segundo o ex-presidente, deve ser impedir o prosseguimento do impeachment: “A tarefa maior, neste instante, é não permitir que essa loucura que o Eduardo fez ontem tenha seguimento”.



Ouça trecho da coletiva que Lula deu hoje no Rio de Janeiro ao lado do governador Pezão

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top