O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva usou as redes sociais para se manifestar sobre a greve de professores do Paraná e a reação da Polícia Militar, que na tarde desta quarta-feira, 29, entrou em confronto com os manifestantes.
 
"Solidarizo-me com os professores do Paraná, que foram agredidos de forma violenta pela Polícia Militar do Estado", escreveu. O Paraná é governado pelo tucano Beto Richa.
 
Segundo Lula, a polícia tem que garantir o direito das pessoas de se manifestar e protegê-las. "É inadmissível que o direito de manifestação seja restringido a qualquer pessoa, principalmente àqueles que trabalham pela educação de nossos jovens e o futuro do País", escreveu o ex-presidente.

De acordo com o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), cerca de 150 pessoas (professores, a maioria) ficaram feridas após receber tiros de bala de borracha e serem atingidas com bombas de gás lacrimogêneo no confronto entre policiais militares e docentes, no Centro Cívico de Curitiba, próximo à prefeitura.

via Estadão

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top