Por Marlon Bolchê

Imagino que Reinaldo Azevedo, os Marinhos (com aquelas caras de gazelas "predadoras"), Leitão, Noblat, Diogo Mainardi (o exilado) e outros desse antro de Calígula, devem estar tendo orgasmos múltiplos com a lista de Paulo Roberto Costa. Vamos dar um desconto, afinal, qual foi a última vez que esses inocentes tiveram um orgasmo? Quando Dirceu e Genoíno foram pra prisão? No lançamento do Livro-bomba de Tuminha? Quando Dilma foi vaiada no Itaquerão por enviados especiais? Ou quando a oposição reuniu as assinaturas necessárias para a CPI da Petrobras?

Coitada da Graça Foster; naqueles dias difíceis, ela hospedou-se em um apart hotel em frente ao Congresso Nacional, tomava café no senado e ia pra sua via crucis responder mais e mais e mais das mesmas perguntas daqueles imbecis. Ela suspirou quando um filho de Deus disse: Ok, se vocês querem a CPI da Petrobras, nós vamos criar a CPI do Trensalão Tucano. Pronto. Foi o bastante para a oposição e a mídia golpista levantarem suas calças e interromperem o coito. Alguns, mais excitados, tiveram ejaculação precoce.

Nas manifestações "ideológicas" dos black blocs (são nacionalistas até no mome) de Junho de 2013 patrocinadas pela CIA e PIG, tivemos informações de que um misto de euforia e histeria tomou conta das redações nas sedes das teúdas e manteúdas e cantavam em uníssono algo como "Comunas, Petralhas, arrumem suas malas", acho que era isso mesmo. 

Logo em seguida já emendaram o #nãovaitercopa, Pasadena, etc. Quando, na abertura da Copa, alguns funcionários vaiaram a presidente Dilma e gritavam "palavras de ordem", dizem que o cheiro de feromônio nas redações e estúdios era insuportável. Naquela mesma noite, antes do Jornal da Globo entrar no ar, Sardenberg e Waak se abraçaram emocionados e ensaiaram uns passos, ao som de "Love is in the air". Pelajo e Jabor tomavam champanhe.

Ah, toda vez que me sinto estressado ou meio "down", eu me lembro da Míriam Leitão naquele episódio do "trava-línguas" quando, ao vivo, teve que comentar algumas boas notícias sobre o Brasil. Me lembro da Luiza Trajano surrando o "exilado" ao vivo na Globo News; gosto também de me lembrar de um alucinado que há 12 anos diz que uma tal Bolha vai explodir, vai trazer hiperinflação e que vai tudo pelos ares, principalmente o PT...(esse papo de macroeconomia, sabe?

Ah, tem um outro que me disse: Brother, sai dessa vida enquanto é tempo, porque o livro-bomba do Tuminha vai devastar tudo num raio de 8.515.767,049 km². O livro-bomba do Tuminha foi tão devastador que ele até passou um dia inteiro na sede da PF sendo interrogado sobre a hecatombe.

Essa não tem graça, exceto pra Marina Silva que riu muito, ou pelo menos foi a única flagrada com o "sorridor" aberto. Quando, em 13 de Agosto passado, o presidenciável Eduardo Campos morreu em um acidente de avião em Santos, muitos lamentaram, se comoveram, outros celebraram. Dizem até que, alguns muito excitados, queriam entrar com o plantão antes mesmo do acidente. Gritavam: O PT CAIU JUNTO COM ESSE AVIÃO E NÃO VAI SOBRAR NEM CAIXA PRETA.

É. Eu me pergunto: Quantas vezes ainda tentarão provar ao povo que tudo isso não passa de um pesadelo bom e que suas vidas não estão melhores!? Todos precisam acordar, antes que seja tarde demais. Tarde demais pra quem?

"The answer, my friend, is blowin' in the wind
The answer is blowin' in the wind..."

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top