O líder do Movimento Sem-Terra, João Pedro Stédile avisa: se houver tentativa de golpe contra a democracia brasileira, o MST fechará todas as estradas do País; "O MST vai se somar à luta da classe trabalhadora", diz ele; Stédile lembra ainda que o movimento que ele lidera tem acampamentos em mais de 2 mil municípios, por onde passam todas as principais estradas do Brasil; articuladora do golpe, a Globo se surpreendeu com a onda de solidariedade popular em torno do ex-presidente Lula e já pede ajuda dos militares; a fala de Stédile, no entanto, é bem mais pacífica do que a da Globo, uma vez que ele sempre enfatiza o "se", indicando que só haverá reação se a Globo e suas forças políticas insistirem no golpe; assista

Via 247 em 06/03/2016

O líder do Movimento Sem-Terra, João Pedro Stédile avisa: se houver tentativa de golpe contra a democracia brasileira, o MST fechará todas as estradas do País.

"O MST vai se somar à luta da classe trabalhadora", diz ele. Stédile lembra ainda que o movimento que ele lidera tem acampamentos em mais de 2 mil municípios, por onde passam todas as principais estradas do Brasil.

Principal articuladora do golpe, a Globo se surpreendeu com a onda de solidariedade popular em torno do ex-presidente Lula e já pede ajuda dos militares (leia mais aqui).

A fala de Stédile, no entanto, é bem mais pacífica do que a da Globo, uma vez que ele sempre enfatiza o "se", indicando que só haverá reação se a Globo e suas forças políticas insistirem no golpe.


Assista:

Postar um comentário

  1. A CLASSE TRABALHADORA TEM QUE LUTAR JUNTO! MST FAZ PARTE DA CLASSE TRABALHADORA! ENTÃO, TEMOS QUE NOS UNIR PELO FUTURO DO BRASIL! SIMPLES ASSIM! !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. A CLASSE TRABALHADORA TEM QUE LUTAR JUNTO! MST FAZ PARTE DA CLASSE TRABALHADORA! ENTÃO, TEMOS QUE NOS UNIR PELO FUTURO DO BRASIL! SIMPLES ASSIM! !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top