Ao vivo, homem invade link do Jornal da Globo e deixa William Waack irritado

Via Pragmatismo Político em 11/03/2016

Homem invade link do 'Jornal da Globo' ao vivo e chama emissora de golpista. Repórter do telejornal comandado por William Waack estava direto do Congresso Nacional para falar do pedido de prisão preventiva de Lula, quando o manifestante surgiu com o cartaz

Um fato inusitado chamou a atenção dos telespectadores do “Jornal da Globo” na madrugada desta quinta-feira.

Durante uma transmissão ao vivo de Brasília — quando a repórter Giovana Teles dava informações sobre o pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula (saiba mais aqui), na porta do Congresso Nacional — um homem invadiu a transmissão segurando um cartaz dizendo: “#Globo Golpista quer incendiar o país”.

Após a invasão, o manifestante foi retirado rapidamente do local e a jornalista mostrou-se irritada com a situação e lamentou o incidente.

“Quase fomos interrompidos, não considero que isso faça parte da democracia, mas vamos seguir com nossas informações, que é isso que importa para os nossos telespectadores”, afirmou.

O apresentador do telejornal William Waack também se mostrou irritado com o protesto do homem e disse: “Você reagiu bem a essa bobagem, Giovana. Gostei de ver. Vamos continuar com a cobertura jornalística que é o que interessa e é o que a gente faz”, comentou.

Essa não é a primeira vez que a emissora tem invasão em seus links ao vivo.

Na última semana, o mesmo homem invadiu um link da Globo News, canal a cabo da Globo, para criticar a família Marinho, dona da emissora (relembre aqui).

Na ocasião, segurando uma placa com os os dizeres “Mansão dos Marinho. Paraty” o rapaz entrou no link da repórter Marina Franceschini que estava no Congresso Nacional. O cartaz fazia referência ao caso da mansão de veraneio que seria dos herdeiros de Roberto Marinho, em Paraty.

A propriedade, que vem sendo investigada pelo Ministério Público, foi construída em área desmatada de um parque federal e em área pública.

Vídeo:

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top