Por Fernando Brito via Tijolaço em 28/11/2015

Foram raríssimas as notícias na imprensa, mas anteontem esteve no Brasil, novamente reunindo uma multidão de jovens, o ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica, desta ver falando na Universidade Federal de Santa Catarina na abertura da a 11ª Conferência da Juventude Latino-Americana sobre Mudanças Climáticas.
Reproduzo, abaixo, o vídeo de sua fala, não sem antes apresentár seu conteúdo – um forte discurso anticonsumismo – com um trecho do que dela narra o texto do site da UFSC, que mostra um homem capaz de falar verdades sem convencionalidades, numa linguagem que todos entendem, sobretudo os jovens e que, por ser entendida, pode ser compreendida.
“(Mujica) observou que as novas gerações não têm mais a desculpa da ignorância para seguir causando danos ao planeta, observou que “vimos nascer a indústria de mitigação dos danos ao meio ambiente” e que “a América Latina é muito rica em recursos naturais e é um paradoxo que haja gente passando fome”.(…) preferiu concentrar a palestra no poder de mudanças e progresso da juventude, nas críticas ao consumismo, na união da América Latina e na ética pessoal, que resumiu com simplicidade e vocabulário pouco usual: “significa não foder com os outros; é simples, não tem que complicar. Não ser mau com os outros, não precisa dar muita volta”, explicava, sob aplausos e risadas. 
E ampliou: “a economia não pode ser separada da ética e da conduta humana”.Podem me dizer ‘velho, você está louco?’ Não, não estou louco, estou apaixonado pela vida”, definiu-se. 
E definiu: “a vida é linda se dedicada a uma causa de progresso humano”.

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top