Lula participou do 9º Congresso Nacional dos Metalúrgicos da CUT

“O dinheiro do tucano vem da quermesse, vendendo churrasquinho?”

Nesta terça-feira (14), os movimentos sociais que lutam contra a aprovação da PL 4330, que regulamenta as terceirizações, ganharam o apoio do Presidente Lula.

No 9º Congresso Nacional dos Metalúrgicos da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que acontece em Guarulhos (SP), o Presidente citou Getúlio Vargas para defender os direitos trabalhistas.

“Não deixar aprovar a Lei 4330 é uma questão de honra para a classe trabalhadora. Tentem fazer com que o Congresso respeite os direitos”, afirmou Lula.

Ao se referir à Presidenta Dilma, ele lembrou a crise enfrentada pelo seu governo em 2005, quando o Mensalão ganhou as páginas dos jornais.

“Falava em impeachment em 2005. Mas os trabalhadores diziam: Mexeu com Lula mexeu comigo. Dilma, se tem gente que vai para rua para te defender é a classe trabalhadora”, discorreu.

“A Dilma faz parte de um projeto. Se esse projeto não der certo para Dilma, não vai dar certo é para nós”, opinou o Presidente.

Em seu discurso, ao criticar o que chamou de “pessimismo” que parte da grande imprensa ajuda a propagar, Lula disse que a “Petrobras não vai quebrar” e que o país tem uma boa perspectiva de recuperação econômica”

“Não vamos construir uma nação com esse grau de pessimismo. Nunca vi tanto. Nós temos um partido oculto chamado imprensa. Aqui, se não tiver desgraça não sai. Tem poucos países que têm a perspectiva de recuperação como o Brasil”, reforçou Lula.

“A Petrobras vai quebrar é a cara deles. Antes o petróleo era para quem achava. Agora, é do povo”, continuou o petista ao comentar o regime de partilha do pré-sal.


Combate à corrupção

No evento, o Presidente voltou a defender a tese de que os governos do PT foram os que mais fizeram para se combater os desvios de dinheiro público.

“Eles nunca vão reconhecer que um governo criou instrumentos para combater a corrupção como os do PT. Pergunte para procuradores e delegados da PF”, orientou.

Sobre doações de empresas a partidos, o Presidente confirmou estranhar a diferença dada ao dinheiro recebido pelo PT e pelo PSDB.

“O dinheiro do tucano vem da quermesse? Vocês viram algum candidato deles na quermesse, vendendo churrasquinho?”, se indagou ironicamente.

“Nunca esse país teve uma mulher séria para combater a corrupção como Dilma”, finalizou Lula.


Abaixo outras frases:

Não esqueço o que foi a minha derrota para o Collor.

Eu nunca fiquei magoado.

Mais velho, eu agradeci por não ter ganho, pois meu discurso era muito radical.

Quando entramos no governo, disse

Vou fazer o necessário, o possível e, se der, até o impossível.

Eu tinha noção de que eu não podia fracassar.

E vocês sabem que eles tentaram fazer comigo a mesma coisa que tentam fazer com a Dilma

É uma política premeditada de criminalizar o PT.

A gente acha que só tem um jeito: é cada um de nós cumprir com o dever do cidadão.

Isso eu aprendi com a minha mãe, analfabeta, que criou assim oito filhos.

A história do Brasil é cheia de acontecimentos esquisitos.

Certamente deve ter corrupção na Petrobras.

Agora a pergunta é a seguinte: quem pega dinheiro de pobre para fazer campanha?

Temos que construir um país mais justo


Sobre o ajuste

No tempo da Dilma não era delação premiada. Era choque, coisa muito pesada.

Essa mulher ganhou as eleições.

Cometemos um pequeno erro: garantir o emprego
.


Imprensa

Vi uma manchete na Folha: Queda da Dilma prejudica a imagem do Lula.

Certamente, a pessoa que fez pensou que eu ia começar a brigar com a Dilma

Se todo dia eu só vejo notícia ruim



Alisson Matos, editor do Conversa Afiada




Ao lado do presidente da CUT, Vagner Freitas (D), Lula se posiciona contra a PL 4330

Fonte: conversaafiada.com.br

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top