Após participar do protesto contra os governadores paulista, Geraldo Alckmin (PSDB), e fluminense, Sérgio Cabral (PMDB), em São Paulo na noite de sexta-feira, um grupo acampou em frente ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado. No início da tarde deste sábado, os manifestantes permaneciam sentados na calçada em frente ao prédio. 

O grupo também protesta contra o desaparecimento do pedreiro carioca Amarildo de Souza e pede a desmilitarização da polícia. Segundo a Polícia Militar, a situação é pacífica no local.No início do acampamento, ainda na noite de ontem, uma pessoa tentou romper a barreira policial em frente ao palácio e foi detida. Por volta das 11h deste sábado =, cerca de 15 ainda permaneciam acampados. 

O protesto da noite de sexta-feira iniciou com cerca de 400 pessoas na avenida Brigadeiro Luiz Antônio, por volta das 20h, após concentração no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Postar um comentário

Bate-Papo vermelhô

Compartilhe

 
Top